top of page

é possível identificar suas potências e transbordar na sua identidade


É possível você mapear todas as suas potências e expressar na sua identidade mas isso é um processo que demanda tempo e paciência, tanto para a identidade de marca quanto para a identidade pessoal, pois envolve as experiências que você teve ao longo da vida e como essas experiências a tornam quem você hoje é ou quem deseja ser.


Para isso, você pode se fazer algumas perguntas. Quem eu sou? Como me coloco na vida? Como quero ser vista e reconhecida?


A identidade é um dos ativos mais valiosos que você tem e é importante de ser construída com o devido cuidado para que represente autenticamente a sua pessoa ou seu negócio.


Portanto, a criação de uma identidade não é apenas resultado da criatividade, embora ela tenha seu papel, e nem de uma decisão isolada.


Às vezes, o conceito de identidade pode parecer aleatório para algumas pessoas, mas se você construir suas bases em torno dela, também poderá começar a definir uma estratégia de identidade consistente, tendo como parâmetro suas potências.


Como reconhecer sua identidade


O primeiro passo para criar uma identidade é esmiuçar as informações que você tem sobre você mesma a respeito dos seus valores, estilo de vida e objetivos.


Quais são as características que a tornam única, que a diferencia de uma multidão de pessoas? Quem é o seu público, sua audiência, a quem se destinará sua comunicação?


Depois de refletir sobre isso, você pode começar a elaborar um projeto pessoal ou profissional, no qual sua identidade estará registrada em sua marca.


Segundo Jeff Bezos, CEO da Amazon, a marca é o que as pessoas falam sobre você quando você não está na presença delas. Pensando nisso, como você deseja que as pessoas te vejam?


Isso vai além do logotipo e identidade visual. Na verdade, a identidade de marca consistente é importante que seja:


  • Diferenciada, visível e relevante para o seu público.

  • Escalável, flexível, que cresce e evolui com o tempo.

  • Ser lembrada por outras pessoas.

Como desenvolver uma identidade de marca


Antes de reconhecer e criar uma identidade reconhecível para outras pessoas, é importante que você saiba quem você é ou deseja ser enquanto marca.


Para isso, identifique quais são os seus valores, qual é o seu tom de voz, quais são as suas maiores qualidades, qual é a sua visão sobre o seu projeto.


A resposta a essas perguntas formará a alma de sua marca. É preciso ter uma visão precisa do que você deseja se tornar e como quer ser vista.


Então, pergunte-se:


  • Por que comecei este projeto?

  • Quem é meu público?

  • O que eu faço muito bem?

  • O que torna minha presença especial?

  • Se eu pudesse descrever a minha identidade e a minha marca em 3 palavras, quais eu usaria?


Como isso definido em sua mente, todo o processo se torna mais palpável e trará luz à sua marca, para que você possa brilhar em cada caminho trilhado.


Como identificar quais são as suas habilidades



Descobrir no que você é boa é uma ótima maneira de identificar como é sua identidade e, também, para qual tipo de criação ou negócio você mais se destaca.


Assumir um negócio e expressar sua identidade requer pesquisa, exploração, autoavaliação e tomadas de decisão. Essa avaliação pode ajudá-la a entender melhor seus valores, habilidades e interesses.

Um dos métodos para descobrir suas potências é fazer um teste de aptidões. Existem ferramentas online que podem fornecer as informações de que você precisa, ajudando a identificar seus pontos fortes e o que pode melhorar.


Essas avaliações medem sua capacidade de realizar tarefas específicas e como você reage a diferentes situações.


Porém, se você não quer fazer algum desses testes e não confia completamente neles, existe a possibilidade de você mesma avaliar suas habilidades.


Um bom exercício é separar suas habilidades em três categorias distintas:


  • Habilidades adquiridas por meio de experiência e educação anteriores;

  • Habilidades que você leva com você em seu trabalho;

  • Elementos pessoais que fazem de você quem você é.


Isso pode ajudá-la a pensar sobre sua experiência anterior, suas habilidades adquiridas e, em última análise, sua personalidade, para se conhecer melhor e usar seus pontos fortes a seu favor.


Com este exercício, você pode criar uma imagem pessoal em torno de suas habilidades e características pessoais.


Você pode pensar que é difícil encontrar as palavras certas para se descrever, mas quando der uma olhada no que você já fez e os conhecimentos que adquiriu, você vai perceber o quanto você realizou e como essas experiências a ajudaram a se tornar quem você é hoje.


Ter a opinião de seus amigos ou colegas também pode ser de grande ajuda. Outro ótimo exercício é se perguntar o que você sabe, do que gosta ou não gosta e como pode agregar valor a isso.


Como tornar a identidade pessoal um reflexo de suas potências


Um aspecto importante no processo de construção da identidade pessoal está relacionado à sua personalidade, ao papel social que deseja assumir, à autoestima e com que pensamentos e formas de ver o mundo se identifica.


Nesse processo, a capacidade de abstração nos faz ir além dos fatos concretos, elaborando hipóteses sobre a realidade além do que é experimentado pessoalmente.


Esta capacidade dá um novo sentido e dimensão ao tempo. É possível ter ciência de um histórico de vida e, sobretudo, percebemos que temos um futuro. Tudo isso se relaciona com a identificação de suas potências, as quais você pode expressar em sua personalidade.


Não existem verdades absolutas. Algo com que você se identificava no passado pode ou não ter impacto no presente.


Pode ser que, nessa análise, surjam inseguranças, medos e receios. É super comum e está tudo bem em se perceber. Ao analisar as suas características, é importante sim valorizar as qualidades e perceber a potência de identificar as suas vulnerabilidades e trabalhar com respeito e acolhimento, melhorando naquilo que não faz tão bem.


Em outras palavras, é importante nesse momento desenvolver a capacidade de pensar, avaliar, fazer escolhas, tomar decisões, seguindo o próprio ponto de vista, o seu coração e o que genuinamente deseja, sem necessidade de aprovação dos outros ou sem se preocupar em como os outros vão te julgar.


Durante esse processo, podem surgir diferentes estados emocionais. Entre eles, a sensação de independência e autonomia, que é uma decorrência natural de sua decisão de identificar suas potências e imprimi-las em sua identidade.


Porém, o sentimento de identidade pessoal permanece vinculado à relação com os outros. As atitudes, emoções e comportamentos que reconhecemos em nós mesmos ajudam-nos a conhecer e compreender os outros e vice-versa.


Então, você já identificou quais são os seus pontos fortes para utilizar suas potências e construir sua identidade?





bottom of page